quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

Messenger e a insônia

Sempre fui avessa a conversas no MSN. Mas devo confessar que minha aversão a supostos papos superficiais acabou. Ultimamente encontro gente divertida, inteligente, amiga e inspirada no Messenger. Claro que ainda prefiro o tête à tête, mas com a correria do dia-a-dia essa ferramenta passa a exercer um papel fundamental nas relações humanas. Assim como o Orkut, sinônimo de voyerismo , superficialidade e exibicionismo, é muito útil quando se quer reencontrar velhos amigos e conhecer novos também . Por que não?
O único problema é que, assim como as férias, as conversas noturnas acabam. Não vou poder ficar até altas horas com meus mais novos velhos amigos. Até lá que sejam bem vindos todos aqueles que compartilham conversas agradáveis, café e insônia. Como disse o poeta inglês John Donne “Nenhum homem é uma ilha “.

sexta-feira, 1 de janeiro de 2010

Você e Eu (Carlos Lyra e Vinícius de Moraes)


Podem me chamar e me pedir e me rogar
e podem mesmo falar mal,
Ficar de mal, que não faz mal,
Podem preparar milhões de festas ao luar
Eu não vou ir, melhor nem pedir,
eu não vou ir, não quero ir,

E também podem me entregar e até sorrir e até chorar
E podem mesmo imaginar o que melhor lhes parecer
Podem espalhar que estou cansado de viver
E que é uma pena para quem me conhecer,

Eu sou mais você e eu.
... Eu sou mais você e eu