terça-feira, 8 de setembro de 2009

Possibilidades

A sensação de não viver a vida plenamente me atormenta. A angústia que sinto a cada aniversário é carregada de frustrações e de um arrependimento antecipado em relação a tudo que acredito que vou deixar de viver.

Tenho consciência de que para todo sim há um não. E isso só produz mais expectativas sobre minhas escolhas.
O peso de uma decisão é algo difícil de carregar. Ainda mais quando estamos absorvidos pela rotina do dia dia . O que implica em mais uma barreira a ser rompida quando queremos mudar.

Medo é o que sinto quando penso no futuro. Medo de olhar para trás e perceber que fiz escolhas cômodas e que um pouco de coragem pudesse ter me proporcionado momentos mais felizes.

Difícil acreditar que me sinta atormentada com pensamentos desse gênero. Me parece um tanto precoce .Afinal a maior parte das pessoas com a minha idade estão preocupadas em viver o momento e não em prever sensações futuras.
Talvez por ter tomado consciência da minha finitude, nem todos a tem , me preocupo tanto com um amanhã sem arrependimentos.

Um comentário:

  1. Inocência

    Mais uma vez estou aqui
    nao so para te ver mais pra fazer voce sorrir
    ouvir sua voz vendo voce arrumar o seu cabelo
    ficar contigo, conversar o dia inteiro

    e nao me canso na luta de tentar te conquistar
    fazer sua mente sua boca eu beijar
    eu vou vivendo levando da pureza a cançao
    na inocencia a consciencia é um dom

    seus olhos sao a minha estrada
    sua voz a sinfonia afonia minha perdiçao
    voce é arte abstrata
    obra prima de Deus é mais que o ápce da perfeiçao

    e eu ainda estou aqui
    cansado de te ver chegar, cansado de te ver partir
    daquele meu jeito discreto, um tanto quieto
    eu vou vivendo seguindo, estou na luta por voce
    a minha alma agora é sua tente entender
    só depende de voce

    De: Michel Ribeiro
    Para: Pati Simoes

    ResponderExcluir