sexta-feira, 25 de setembro de 2009

É proibido fumar



Durante dois anos da minha vida fumei. Mas não sei dizer se fui dependente do cigarro. No meu imaginário, o ato de fumar sempre esteve ligado a personalidades do cinema, da moda, da literatura, da música...

Achava que o cigarro podia ser a fonte de inspiração de tanta criatividade. Bobagem... Há três anos abandonei de vez esse vício nojento, não antes de ser acometida por uma crise hipocondríaca.

Agora, na condição de ex-fumante, me sinto ofendida quando alguém acende um cigarro perto de mim. Não gosto do gosto, do cheiro e da fumaça.

Hoje me sinto feliz com a lei que proibe o fumo em ambientes públicos fechados. Assim não sou obrigada a inalar a fumaça desagradável dos outros.

3 comentários:

  1. Uau!..impressionante, ein!
    Que coisa politicamente correta, garota! ;)
    Bem, pelo menos tua saúde agradece, né!
    Parabéns pela atitude então! (isso no mundo dos politicamente corretos).
    Bjo

    ResponderExcluir
  2. rs......bobo. Sou uma santa.Vc sabe!

    ResponderExcluir
  3. rs......boba! (nossa, isso ficou gay!)
    Uma quase santa, sem a chatice característica delas...com uma chatice diferente!...hahaha (sim, eu sou cruel - e nem um pouco santo).
    Quero ver o seu poder literário!
    bjo!

    ResponderExcluir