domingo, 2 de agosto de 2009

Dores de Amores


Hoje assisti a ‘Dores de Amores’, peça que está em cartaz no teatro do shopping Frei Caneca. Trata da velha e batida discussão dos relacionamentos conjugais, mas com humor, o que torna a texto interessante.

Uma sensação de desalento me abateu. Identifiquei-me com a maioria das situações vividas pelas personagens. O desalento vem da falta de esperança no amor romântico. Aquele dos filmes, novelas e livros, no qual tudo é belo e perfeito. Perfeito é justamente o que um relacionamento amoroso não é.

Por que jogar nossas expectativas de felicidade nos outros? Isso é tão idiota. Como 2+2=4 é certo que vamos acabar frustrados. Mas acho que não há como fugir disso. É um processo que precisa seguir suas etapas. Mesmo sabendo que não vai acabar bem, a satisfação dos primeiros momentos sempre levam a ilusão de que vale a pena.
Não vou me estender no assunto. Sem humor, ele acaba se tornando um amontoado de frases rancorosas e pegajosas...eca.